Cezar Miranda

Sem sensacionalismo

Embora tenha sido omitido, o caso da tentativa de ‘rachadinha’ teve início através de uma denúncia feita para o site cezarmiranda.com. Ei-la:

Cezar,

Estou chocada com o que eu presenciei hoje na prefeitura!

O partidário Álvaro Trentini, que atualmente não faz parte do quadro de mais de 110 funcionários comissionados do Governo Tomazini, mas que é filiado ao PSDB, se dirigiu ao prédio do Centro Administrativo Leopoldo Zschoerper para fazer coleta partidária, uma vez que o salário desse mês já caiu na conta e na próxima sexta-feira dia 11/06 teremos o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário.

Até aí tudo bem, se não fosse o absurdo que ocorreu:

O Sr Álvaro Trentini foi até a EMHAB, a FMD, a Defesa Civil e a Secretaria de Educação cobrar contribuição partidária dos funcionários comissionados E TAMBÉM DOS EFETIVOS QUE RECEBEM GRATIFICAÇÕES (QUE SÃO CENTENAS DE FUNCIONÁRIOS NA PREFEITURA). UM VERDADEIRO ABSURDO QUE GEROU INSATISFAÇÕES GIGANTESCAS POR PARTE DOS SERVIDORES. ALGUNS DELES RELATARAM QUE VÃO ATÉ AS ÚLTIMAS CONSEQUÊNCIAS PARA NÃO DEIXAR ESSE VERDADEIRO ABSURDO CONTINUAR. ISSO PORQUE MUITOS RECEBEM VALORES QUE VARIAM DE R$150,00 A R$600,00 E NÃO POSSUEM NENHUM VÍNCULO POLÍTICO QUE JUSTIFICASSE ESSE PAGAMENTO.

Nos corredores, o “zum zum zum” era de que vários servidores já se mobilizavam para ir até o gabinete do prefeito devolver as gratificações, já que estas passaram a ser utilizadas politicamente nesse governo, haja visto a atitude do Sr Álvaro Trentini.

E os diretores e secretários, como agiram frente a esse absurdo???

O diretor presidente da EMHAB, Sr Adriano Cubas, aos gritos tocou o meliante Trentini da sua sala e teria dito as seguintes palavras: “É um absurdo o que eu estou ouvindo e não vou compactuar com isso. Você não viu o que aconteceu com o ex-vice prefeito Márcio Drevek e com o ex-vereador César Godoy??? Contribuição partidária tem que ter prestação de contas e não pode ser feita sobre funcionários de carreira que recebem pequenas gratificações!!! Saia daqui”.

A pergunta que fica nesse momento é a mando de quem (de qual cacique do PSDB) o testa de ferro Álvaro Trentini foi cobrar esses valores em pleno horário de expediente em um prédio público da prefeitura e da forma como fez???

#chocadoscomessegoverno

Como se tratava de algo bastante grave e com desdobramentos inclusive policiais e judiciais, decidi por buscar, antes da publicação, uma manifestação da Prefeitura de São Bento do Sul, o que acabou ocorrendo, tendo sido feita pelo presidente da Emhab, Adriano Cubas. Ei-la:

De tudo isso não é verdade que Gritei e toquei a pessoa da sala, fui até EDUCADO, confirme minha ética pessoal e profissional.

No mais realmente não compactuo com ações de gênero.

Além da prefeitura, tentei contato com o empresário Geraldo Weihermann, um dos principais líderes do PSDB, sem sucesso. A mensagem não foi respondida.

Aguardei um posicionamento oficial da prefeitura, o que só ocorreu no final da tarde, através da seguinte Nota Oficial:

Diante dos comentários quanto à cobrança de valores de servidores comissionados e com gratificação por parte do diretório do PSDB de São Bento do Sul, o prefeito Antonio Tomazini manifesta seu descontentamento com a atitude, por não compactuar e nem ter autorizado que alguém, em nome do partido, tenha percorrido setores da Prefeitura para tal cobrança.

Tomazini reforça seu objetivo de fazer uma administração apartidária, tendo em sua equipe diversos servidores ligados a diferentes partidos ou mesmo sequer filiados, mas todos com o objetivo de trabalhar pelo bem do município.

Logo após, o PSDB se também se posicionou oficialmente através do seguinte Esclarecimento:

O diretório do PSDB de São Bento do Sul esclarece a situação equivocada quanto à cobrança de contribuição partidária de ocupantes de cargos comissionados e servidores em função gratificada da Prefeitura.

Primeiro, há que se destacar que nenhuma cobrança chegou a ser realizada em nome de pessoas não filiadas ao PSDB. Lembramos que tais contribuições são voluntárias e legítimas diante da legislação, mas somente para quem está regularmente filiado ao partido. Esta é uma das formas para manter a estrutura partidária que hoje reúne 1.300 filiados. A possibilidade de doação dos filiados em cargos na Prefeitura foi definida em reunião realizada em março deste ano, como prevê o estatuto do PSDB e a legislação em vigor.

Decidiu-se na reunião da executiva que, para facilitar a contabilidade e a geração de recibos de contribuição, seria solicitada uma contribuição anual quando do pagamento do adiantamento do 13º salário.

Portanto, somente aos filiados ao PSDB seria solicitado contribuição, sendo voluntária e legal. Tendo em vista o contratempo, foi cancelado esse movimento e a executiva do partido se reunirá oportunamente para tratar do assunto.

O diretório do PSDB pede desculpas aos servidores envolvidos pelo equívoco.

Sumiu

Feitos todos os esclarecimentos sobre o caso, o que ‘desapareceu’ dos comunicados foi quem autorizou a cobrança… É possível que, diante da repercussão do caso, o Polícia Civil queira saber.

Com provas

Na noite de ontem recebi a informação de que há recibos de cobrança… Solicitei cópia e tendo em mãos, amanhã divulgo.