SC –  Campanha de Vacinação contra a Gripe começa hoje

Santa Catarina

Começa nesta terça-feira, 11, a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Gripe. Nesta fase, que vai até o dia 08 de junho, serão vacinados os idosos com 60 anos e mais e professores das escolas públicas e privadas. Uma população de 1.201.446 pessoas, sendo 1.094.620 idosos e 106.826 professores.

A população da primeira fase da Campanha de Vacinação contra a Gripe (crianças de seis meses a menores de seis anos de idade; gestantes; puérperas; povos indígenas; e trabalhadores da saúde) que, por algum motivo, não tomaram a vacina, ainda podem procurar uma unidade de saúde para a aplicação da dose.

“O fato de iniciarmos uma nova etapa de vacinação não quer dizer que aquelas pessoas dos grupos prioritários que ainda não tomaram a dose perderam a oportunidade. As vacinas ficam disponíveis até o fim da campanha nas unidades de saúde dos municípios para todas as pessoas dos grupos prioritários e é extremamente importante que elas se imunizem”, esclarece Arieli Fialho, gerente de imunização da Dive/SC.

A vacina contra a gripe protege contra três subtipos do vírus da gripe, o influenza A (H1N1); influenza A (H3N2) e influenza B e tem como principal objetivo evitar casos graves, hospitalizações e óbitos pela doença.

Procura está baixa

Santa Catarina já recebeu um total de 846 mil doses da vacina contra a gripe e imunizou 284.542 pessoas, uma cobertura de apenas 9,3% do público-alvo total (atualização de 10 de maio de 2021, às 14h). A meta é imunizar, até o fim da Campanha, pelo menos 90% da população prioritária, que é de 2.758.305 milhões de pessoas.

“Daqui a dois dias completamos um mês de Campanha e, nesse período, percebemos uma baixa procura por parte da população dos grupos prioritários pelas doses da vacina. Então, o nosso apelo é para que as pessoas procurem as unidades de saúde”, alerta João Augusto Brancher Fuck, diretor da Dive/SC.

Quem faz parte dos grupos prioritários da Campanha de Vacinação contra a Gripe e contra a Covid-19 deve ficar atento para o intervalo de aplicação entre as doses das duas doenças, que deve respeitar um intervalo mínimo de 14 dias entre elas. A prioridade é para a vacina contra a Covid-19.

Vacinação em três etapas

Primeira etapa (12/04 a 10/05): crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias); gestantes; puérperas; povos indígenas; trabalhadores da saúde;

Segunda etapa (11/05 a 08/06): idosos com 60 anos e mais; e professores das escolas públicas e privadas;

Terceira etapa (09/06 a 09/07): pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; forças de segurança e salvamento, forças armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.