Espeto

Regulamentação

A organização e fiscalização da feira livre é uma atribuição da Secretaria de Agricultura. Após a posse do secretário Vilmar Kravec, a vereadora e presidente da Câmara, Carla Hofmann, esteve visitando os usuários e expositores. “Algumas ações se iniciaram a partir das nossas conversas, visando conforto e organização para dar acesso aos melhores produtos e trazer qualidade para as famílias de São Bento do Sul”, explica Carla.

Regulamentação II

Finalmente essa regulamentação vai organizar e disciplinar a feira. E também vai dar prioridade aos produtores e seus produtos. E não mais sendo um ponto de revenda de produtos, que muitas vezes vem de fora do município, causando prejuízos aos pequenos produtores rurais e à agricultura familiar.

Apae e Proerd

Durante a volta da sessão presencial em São Bento do Sul, os vereadores Carla Hofmann -PSD, Magrão – PSDB e Terezinha Dybas, – PSDB, destacaram o aniversário de 51 anos da Escola Girassol – Apae e também ao trabalho realizado pelo Proerd.

Artistas de rua

Sobre a polêmica acerca do trabalho dos artistas de rua, a vereadora Carla Hofmann afirmou que está verificando com o Detru para tentar regulamentar as apresentações desses artistas, “pois muitos deles estão sem emprego devido a pandemia existente”, frisou.

Lixo

A vereadora Zuleica Voltolini, está sugerindo que a prefeitura através do Samae realize a coleta de lixo no Rio Natal.

Roçadas

O Vereador Paulo Zwiefka – DEM, voltou a cobrar que a secretaria de obras realize as roçadas de calçadas em terrenos baldios de particulares. Ressaltando, porém, que em muitos terrenos onde há mato na calçada o proprietário é o próprio poder público municipal. Para ele, ‘se a própria prefeitura não dá o exemplo na manutenção das calçadas, como irá cobrar do contribuinte’.

Saúde

E o vereador Dr. Darlan – Cidadania, voltou a fazer críticas aos atendimentos na saúde, mas desta vez resolveu girar a metralhadora para a gestão passada. Sugiro ao vereador que apresente proposta para mudar essas práticas, senão, vai passar os quatro anos e nada vai mudar.

Saúde II

Já o vereador Hélio Alves – DEM, defendeu o trabalho desenvolvido pelos profissionais de saúde, e também falou sobre o Centro de Triagem da Covid. Para o vereador, os profissionais que trabalham no local deveriam informar a quem vai lá e necessita realizar o teste para ver se está com a doença, que o mesmo pode ser feito em laboratórios particulares, pois, segundo o vereador, o resultado do exame através da prefeitura demora muito para sair.

Saúde III

Até concordo com o vereador, mas acredito que tinha que ser feita uma cobrança junto a secretaria de saúde, para que elabore um projeto em parceria com o hospital para realizar esses testes, utilizando os recursos vindos do governo federal em 2020, justamente para ser aplicado no enfrentamento ao Covid-19, como já vem acontecendo em vários municípios. São Bento recebeu mais de R$ 10 milhões.

Saúde IV

E ontem novamente a secretaria de saúde de São Bento do Sul realizou uma entrevista coletiva, e novamente apresentou dados e números, nenhuma ação efetiva e ou uma campanha mais forte contra a pandemia foi apresentada. E assim caminha o governo dos médicos.

Pouco

Agora, aqui entre nós os pagadores de impostos, os vereadores deveriam apresentar mais propostas de projetos de leis, e não somente ficar cobrando serviços aqui e ali. A cidade precisa de muito mais.  Claro, salvo um outro vereador.

Pouco II

Realmente, uma Câmara muito fraca. É só dar uma olhada na Câmara de Rio Negrinho e ver a diferença nas discussões e projetos já apresentados. Somente tomar cafezinho e elogios ao prefeito não resolve muito.

Infraestrutura

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Leodegar Tiscoski, participou na tarde de segunda-feira, 3, da reunião promovida pela Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Assembleia Legislativa que tratou sobre os impactos dos cortes no orçamento federal nas obras em rodovias federais em Santa Catarina.

Infraestrutura II

Tiscoski levou ao parlamento a proposta do Governo do Estado de condicionar o aporte de R$ 350 milhões, autorizados pela Assembleia para investimentos nas obras das BRs 470, 163 e 280, à contrapartida “pari passu” (nos mesmos valores) pela União. Finalmente, alguém abriu os olhos, pois Santa Catarina vai gastar o dinheiro do estado em obras do governo federal. E nossas rodovias no Planalto Norte continuam abandonadas.

Enquanto isso

Ali em Joinville, a governadora Daniela Reinehr fez importantes anúncios para Joinville, na noite desta segunda-feira, 3, em reunião com lideranças na Associação Empresarial de Joinville (Acij). A chefe do executivo estadual garantiu a autorização de convênio de R$ 9 milhões para a construção da ponte entre as ruas Plácido Olímpio de Oliveira e Aubé, sobre o rio Cachoeira, ligando os bairros Boa Vista e Bucarein.

Enquanto isso II

Para a saúde, anunciou a habilitação pelo Governo Federal de 49 leitos de UTI Covid, o que representa mais de R$ 2,3 milhões/mês, além de 16 leitos de suportes ventilatórios para o Hospital Municipal São José, com repasse de R$ 230 mil. O anúncio aguarda portaria do Ministério da Saúde. A governadora determinou ainda o início da tramitação para liberar R$ 900 mil para a compra da Casa de Apoio Maternidade Darcy Vargas.