SBS – Tomazini vai ao Residencial Santa Fé

São Bento do Sul

As obras no futuro Residencial Santa Fé estão em fase final. As 244 casas estão recebendo pinturas internas e externas, além de outros acabamentos que estão sendo concluídos. A previsão para conclusão é em novembro deste ano.

Além da construção das casas, o residencial conta com infraestrutura completa, desde rede de água, esgoto, energia elétrica, drenagem pluvial, pavimentação asfáltica em todas as ruas, calçadas e paisagismo.

Para o prefeito Antonio Tomazini, que esteve visitando a obra na tarde de terça-feira (27), é um sonho de muitas famílias que será realizado. “Ter uma moradia adequada é essencial para uma vida de qualidade. Estamos chegando ao fim de uma obra muito importante e que com certeza será para benefício de muitas pessoas”, destacou o prefeito.

Na ocasião também estiveram presentes na vistoria das obras, Adriano Cubas diretor presidente da Empresa Municipal de Habitação – EMHAB, Rodrigo Schreiner, engenheiro da EMHAB, Simone Lesnhak Willemann, chefe de gabinete, e os representantes da Caixa Econômica Federal, Samuel Carvalho, superintendente executivo, Evandro Hennig, gerente geral, e Tiago Sinhoca, gerente PJ.

Processo de seleção

O diretor presidente da EMHAB, Adriano Cubas, explicou que, com a nova Portaria n° 2081 de 30 de julho de 2020 do Governo Federal, todas as operações do programa Minha Casa, Minha Vida no âmbito do programa Nacional de Habitação Urbana e com recursos orçamentários da união do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), que é o caso do Santa Fé, a maior mudança é o processo de seleção, onde os candidatos devem estar inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal.

O Ministério do Desenvolvimento Regional com a base de dados do Cadastro Único do município, e através dos novos requisitos e critérios do Governo, selecionou 488 cadastros, o dobro do números de unidades habitacionais do Santa Fé, e repassou a listagem para a Caixa Econômica Federal realizar o enquadramento dos candidatos conforme disposto na Portaria. Concluído o enquadramento pela Caixa, a mesma encaminha a listagem dos compatíveis e incompatíveis para o Cadastro Único e EMHAB para a fase de comprovação documental.

“Uma vez que o Cadastro Único é auto declaratório, é feito o encaminhamento dos documentos comprobatórios novamente para a Caixa concluir a listagem final. No momento estamos aguardando o envio do relatório final com os enquadramentos. Após o recebimento, a EMHAB e Assistência Social darão ampla publicação à listagem”, explicou Adriano.