SBS – Mais de 200 agendamentos em uma hora e meia

São Bento do Sul

Muitas pessoas que têm entrado em contato com a Secretaria de Saúde de São Bento do Sul para cadastramento para receber as doses de vacina contra a Covid-19 relatam dificuldades em conversar com as atendentes. Porém, isso ocorre devido ao alto número de telefonemas.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Cristiane Jantsch Sestren, explica que os telefones não estão desligados e os atendentes atuam durante todo o horário de expediente fazendo o cadastro. “Às vezes a pessoa pensa que o telefone está desligado, mas não. Ele está ocupado”, disse.

Conforme Cristiane, em pouco mais de uma hora, cerca de 200 agendamentos são feitos pela Secretaria de Saúde. “O problema não está na faixa etária que é chamada para fazer o cadastro. Só que quando chamamos, por exemplo, quem tem 65 anos para fazer o cadastro, aí os de 64 ou menos ligam para querer saber quando vai ser a vez deles, e isso acaba sobrecarregando nosso atendimento”, explica.

Ainda segundo a coordenadora, para tentar amenizar o problema, a Secretaria de Saúde vai implantar um sistema online para organizar o cadastro das pessoas a serem vacinadas. Cristiane explica que o procedimento para contratação já foi iniciado na Prefeitura, há cerca de 20 dias, e com isso ela acredita que serão menos telefonemas.

Cadastro

Neste momento, a Secretaria de Saúde está com a vacinação para idosos com mais de 65 anos. Mas, antes de tomarem a vacina, é necessário fazer um cadastro pelos telefones (47) 99183-1799, 98497-7310, 98407-0443 ou 98497-7311, das 7h30 às 12 horas e das 13 horas às 16h30.

A Secretaria de Saúde explica que, após o cadastro, será agendado o dia para aplicação da dose.

Já os trabalhadores da saúde deverão aguardar a chegada de novas doses.

Documentação obrigatória

Além de documento com foto e CPF, a pessoa deverá apresentar, no dia da vacinação, um comprovante de residência. “A partir de agora, o comprovante de residência se torna obrigatório no dia da vacinação. Sem ele, não será feita a vacina”, destaca a coordenadora.

Cristiane explica ainda que o comprovante precisa ser nominal e caso a pessoa pague aluguel ou resida com a família, o responsável pelo imóvel deverá fazer uma declaração. “A declaração pode ser de próprio punho, escrita de forma legível, explicando que aquele idoso reside na residência por determinado tempo”, comenta.

A exigência se faz necessária por conta de vários municípios estarem procurando São Bento do Sul para vacinar seus idosos. “Como estamos seguindo um cronograma de vacinação onde não há fila, sem aglomeração, muitas pessoas querem vacinar aqui. Mas se isso ocorrer, estaremos tirando a vacina dos nossos moradores. É por respeito a vocês, população de São Bento, que estamos fazendo isso”, explicou.