São Bento do Sul, 25 de junho de 2019

15/04/2019 08:08

Dois trabalhos foram apresentados em Mostra de Saúde

Rio Negrinho

Foi realizado entre os dias 10, 11 e 12 de abril o 70º Congresso de Secretarias Municipais de Saúde. Com o tema “Aqui tem SUS”, experiências positivas realizadas pelos municípios foram apresentadas. De Rio Negrinho, dois projetos considerados destaque foram apresentados: “Gestão das Filas de Espera no CIS” e “Olhar Bem”.

O evento contou com debates sobre atenção básica, governança, aplicações de recursos vinculados e terá como ponto forte a realização da 2ª Mostra “Aqui tem SUS” de Santa Catarina. “São projetos que são desenvolvidos com o objetivo de melhorar a qualidade da Saúde em nossa cidade”, ressalta a secretária de Saúde Fátima Mendes Afonso, que acompanhou o evento, realizado em Piratuba.

Ao todo, Rio Negrinho inscreveu cinco projetos, dos quais dois foram escolhidos para serem apresentados no evento. O primeiro foi sobre Gestão de Filas de Espera no CIS, que tem como objetivo organizar a lista de espera para especialista tornando-a fidedigna, priorizando atendimento aos casos urgentes, reduzindo o tempo de espera para ser avaliado pelo especialista e com isso evitar conflitos entre usuários e profissionais.

Já o segundo projeto apresentado foi o Olhar Bem, que consiste em uma iniciativa da Secretaria de Saúde, diante de solicitação do setor de serviço social onde percebeu-se a grande procura da população por óculos de grau. Diante da demanda, procurou-se parcerias para que pudesse ser criado este projeto, buscando atender pessoas que não tem condições financeiras para compra do óculos de grau, para que assim, possam ter uma melhor qualidade de vida. O projeto conta com a parceria do Lions Clube que custeia a lente do óculos, Óticas do município que oferecem a lente por valor acessível e comunidade que faz doações das armações usadas em bom estado. O serviço de triagem e coordenação das etapas é executado pela assistente social.

Fátima elogiou o congresso e a possibilidade que ele dá para intercâmbio e troca de experiências entre as secretarias de Saúde catarinenses. “São boas práticas que são desenvolvidas nos municípios e que podem servir de exemplo para nós”, ressaltou ela.

  • Imprimir
  • Entrar em contato
  • Link:
Todos os direitos reservados Cezar Miranda