RG – Planalto Norte se une para construção de Hospital Infantil

Região

Engajados na busca por melhorias para o Planalto Norte, os representantes das Associações Empresariais da região identificaram a necessidade de ampliação da especialidade médica infantil para os municípios da região e decidiram unir esforços para o objetivo.

O projeto surgiu após a reunião plenária realizada em Canoinhas, onde o presidente da Associação Empresarial, Reinaldo de Lima, expôs ao grupo a demanda evidenciando a necessidade do município e o impacto em toda a região. “Entre todas as especialidades médicas disponíveis no Planalto Norte, não temos a especialidade infantil. Algumas cidades da região, mesmo em condições normais de trânsito, levariam até mais de 4 horas para ter acesso a este atendimento. Com a criação de um hospital Infantil sediado em Canoinhas, este tempo pode ser reduzido consideravelmente”, explica o empresário que também acumula como voluntário o cargo de presidente do Hospital Santa Cruz, em Canoinhas, o que agrega o conhecimento de causa.

Segundo o vice-presidente regional, Antônio Tiburske, o Planalto Norte tem mais de 350 mil habitantes, e o atendimento à especialidade infantil precisa ser planejado para que num curto espaço de tempo, possa ser resolvido. “Sabemos que este é um projeto de longo prazo, de dois a seis anos, mas é consenso de todos os representantes da região que precisa ser levado adiante”, destaca Tiburske.

Coordenador médico do Hospital Santa Cruz e consultor em gestão de saúde em outros hospitais, Michael Lang, fez o levantamento dos dados e se propôs a escrever o projeto de viabilidade da especialidade infantil a ser implementado sob as instalações do hospital Santa Cruz de Canoinhas, reduzindo os custos e a burocracia. “Aproximadamente 25% da população, ou seja, quase 90 mil crianças, quando necessitam de algum tratamento de alta complexidade precisa ser direcionados para outros locais, muitas vezes percorrendo distâncias de 300, 500 quilômetros. Hoje temos maternidade, UTI neonatal, mas não temos um serviço de tratamento de alta complexidade e referência infantil”, relatou.

Segundo o médico, o fato do hospital Santa Cruz de Canoinhas estar localizado numa região central do Planalto Norte e já contar com uma estrutura de apoio bem completa, se tornaria a melhor opção para realizar o investimento. “Se fosse construir um complexo hospitalar totalmente novo, o custo seria por volta de 100 milhões de reais e com a reestruturação do hospital Santa Cruz hoje se consegue por um custo muito menor, de 12 a 15 milhões, viabilizar o atendimento para essa população. Essa é a ideia, garantir assistência próxima do domicílio para esta parte da população que se encontra desassistida”, esclarece o médico.

Segundo o vice-presidente regional, o projeto será escrito com objetivo de contribuir com esta iniciativa que beneficiará as crianças de toda a região do Planalto Norte. “O anteprojeto será entregue aos presidentes das Associações do Planalto Norte em aproximadamente 60 dias para ajustes, contribuições e melhorias e assim que for consolidado entregaremos a Facisc e a representantes do setor público estadual, para que apoiem e ajudem a levar adiante. Esperamos com essa iniciativa que os pacientes e seus familiares tenham um pouco mais de conforto no tratamento de suas enfermidades estando mais próximos de suas casas”, conclui o representante.