PI – Centro da Covid iniciou atendimento nesta segunda-feira

Piên

Com o pico da pandemia da Covid-19 afetando todo o país, são extremamente necessárias medidas que minimizem o contágio. Para centralizar o atendimento e retirar das unidades o fluxo de pacientes com sintomas do coronavírus, a Secretaria de Saúde de Piên criou um centro específico para os casos desta natureza.

Este espaço está localizado na Praça da Paz, aos fundos da unidade central de saúde. Para adaptar o local, a prefeitura instalou repartições onde estão distribuídos no prédio consultório médico, sala de triagem e de coleta, almoxarifado e sala da equipe da Vigilância Sanitária, a qual é responsável pelo acompanhamento dos pacientes positivados e organiza toda a parte de coleta dos exames.

O centro da Covid irá funcionar de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 16h30. De acordo com a coordenadora de Saúde, Mayara Grosskopf, todas as pessoas com sintomas gripais devem procurar este espaço. “Além do centro, temos uma tenda instalada em frente, onde o paciente será recepcionado e fará uma primeira triagem. Em seguida, será encaminhado para consulta médica”, detalha Mayara. Neste local, haverá o atendimento de um médico exclusivo, além de profissionais de enfermagem. “Os pacientes já positivados e que necessitem de atendimento médico também devem se dirigir a este espaço, exceto os que apresentarem sintomas graves, como falta de ar. Nestes casos, o recomendado é ir direto ao hospital”, orienta.

Para o vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, Pedro Silva, a instalação deste centro é fundamental para tirar o fluxo de Covid de dentro das unidades de saúde. “Pessoas que vinham consultar com outras doenças acabavam tendo contato direto com pacientes positivos do coronavírus e ficavam na iminência de se contaminar também. Além disso, toda a equipe da Saúde ficava exposta a este risco”, salienta Pedro, reforçando a necessidade da população continuar se cuidando. “É preciso que as pessoas utilizem máscara, álcool gel e mantenham o distanciamento social. Outro fator importante é que casos de outras doenças procurem atendimento médico somente quando for necessário”, sugere.