RN – Educação define retorno das aulas presenciais

Rio Negrinho

A Secretaria de Educação de Rio Negrinho já definiu a data de retorno às aulas presenciais no município. Este retorno estava condicionado à aquisição de materiais de proteção individual e coletiva, pois a quantidade disponibilizada no final do ano passado era insuficiente para que a segurança dos alunos e profissionais fosse garantida.

O secretário da pasta, Sérgio Ivan Piccolli, ressalta que o Estado e municípios vizinhos já tinham previsto no ano passado a quantidades de itens necessários para o retorno, oferecendo segurança para toda a rede. “Ao iniciar os trabalhos na Secretaria foi realizado um levantamento de todos os itens descritos nos PlanCon Edu, homologado em dezembro. Verificou-se que as quantidades de itens solicitados não condiziam com a nova realidade, já que a Educação tornou-se um serviço essencial através da Lei número 18.032. Foram necessárias atualizações seguindo todos os trâmites para a nova homologação destes documentos”, ressaltou.

Sérgio lembra ainda que o momento vivido dificultou a aquisição dos equipamentos de proteção, pois a alta demanda afetou a logística de produção e entrega desses itens. “A atual equipe não mediu esforços e o processo de licitação já está em andamento, o que nos traz a segurança para que o retorno presencial nas 32 Unidades de Ensino aconteça dentro de todas as diretrizes sanitárias determinadas pelo PlanCon”, frisou.

A secretaria ressalta o compromisso, em primeiro lugar, com a preservação da vida dos alunos e profissionais, sem desconsiderar a aprendizagem. “Em um primeiro momento foi necessário que as aulas acontecessem de forma remota para que todas as Unidades Escolares fossem adequadas e preparadas para o retorno deste ‘novo normal’, da maneira mais segura possível”, disse Sérgio.

Para o prefeito Caio Treml, a prioridade é a segurança dos envolvidos. “Nossa vontade era de que as aulas iniciassem junto com o Estado e demais municípios, mas devido à quantidade de materiais que era insuficiente, isso não foi possível. Temos primeiro que pautar na segurança das nossas crianças e profissionais”, ressaltou.

Retornam dia 29/03

EMEJA

9º ANO

8º ANO

5º ANO

4º ANO

BERÇÁRIO E NÍVEL II

Retornam dia 05/04

7º ANO

6ºANO

3º ANO

2ºANO

MATERNAL E NÍVEL I

Retorna dia 12/04

1º ANO

PRÉ E NÍVEL III