Cezar Miranda

Notícias e os bastidores políticos de São Bento do Sul, Campo Alegre e Rio Negrinho
Espeto

Élcio Munhoz deixa o MDB

O meu particular amigo, Élcio Munhoz, está deixando o MDB de Campo Alegre, ele que assessorou Mauro Mariani durante anos, desde sua primeira eleição para deputado estadual, em 1994 ainda no PTB, e depois quando prefeito de Rio Negrinho em 1997 aí no MDB, e continuou como assessor quando Mariani, se elegeu a deputado estadual, duas vezes deputado federal e secretário de estado da infraestrutura, e agora por último na campanha ao governo do estado. Élcio também foi chefe de gabinete do prefeito de Rio Negrinho, Alcides Grosskopf.

Eu sou testemunha do seu trabalho, onde sempre atendia com respeito e atenção, prefeitos, vereadores, secretários municipais, lideranças empresariais, além de famílias que precisavam de atendimento médico e outros serviços na capital catarinense, de todos os 14 municípios da região do Planalto Norte, sem falar do restante do estado. Nunca esqueço dos episódios que passou, quando ele dirigia para o saudoso governador Luiz Henrique da Silveira e Mariani no mesmo veículo, o governador gostava de andar rápido e bem rápido. Com certeza vai fazer falta tanto para o MDB de Campo Alegre, como também para outras regiões. Sucesso amigo em sua nova empreitada, no setor de turismo do Paraíso da Serra. E também vai ter mais tempo para pilotar o triciclo e moto, pois é apaixonado por motociclismo.

Pegou mal

O prefeito Antonio Tomazini – PSDB ignorou olimpicamente o deputado Silvio Dreveck – PP, na audiência feita ontem ao governador Carlos Moisés (sem partido), para tratar da doação do terreno da Cidasc ao município. Preferiu a companhia do deputado tucano, Vicente Caropreso de Jaraguá do Sul.

Pegou mal II

Já vi esse filme, e acredito que essa forma de fazer política não vai levar em nada. Agora só falta o prefeito Tomazini devolver os recursos de R$ 1,9 milhões que foram trazidos através de emenda feita em 2019 por Silvio Dreveck, para a construção da UPA, cujo dinheiro já está garantido.

Blá-blá-blá

Sobre o pedido do prefeito Tomazini para receber como doação do terreno da Cidasc, novamente ouviu o que já ouviram os prefeitos, Magno Bollmann, os dois Fernando, o Mallon e o Tureck, e mais uns 20 vereadores, de que a Cidasc ser uma sociedade anônima, fica mais complicada a doação. Balela! Outra promessa foi de que até 2021 sai o trevo de acesso à Avenida dos Imigrantes. É esperar para conferir!

Porteira Aberta

Durante seu pronunciamento, o vereador Paulo Zwiefka falou da reunião que teve com o Prefeito Antonio Tomazini, juntamente com o secretário de Urbanismo e Planejamento, solicitando a estes maior atenção ao programa “Porteira Aberta”, o qual permite que a Prefeitura realize trabalhos com seu maquinário em propriedades rurais, com o limite de 20 horas anuais. “O programa é muito bom, mas deveria ser ampliado, pois 20 horas anuais é muito pouco para os produtores rurais”, afirmou o vereador.

Quriri

Notícias de bastidores dão conta de que o Consórcio Quiriri vai gastar o equivalente a R$ 200 mil em recursos próprios, para adquirir uma caminhonete equipada para realizar a fiscalização e proteção das nascentes, florestas e crimes ambientais, nos quatro municípios que integram o consórcio, São Bento do Sul, Rio Negrinho, Campo Alegre e Corupá. Acredito que vai ajudar, mas terá uma árdua tarefa de proteger toda essa extensa região.

Triagem

O Centro de Triagem e Atendimento ao Coronavírus, montado na área central de Rio Negrinho, atendeu um total de 324 pessoas do dia 1º de fevereiro até o dia 10 deste mês. A maior procura ocorreu no período da manhã, onde 177 pessoas buscaram atendimento. A média de idade dos pacientes é entre 20 a 39 anos. Inaugurado em 27 de janeiro, o CT possui salas climatizadas, sala de espera, consultório, vestiário para os profissionais e uma farmácia. O objetivo em centralizar o local foi a proximidade com o Posto Central e outros serviços, como o Terminal Urbano e o SAMU.

Alpestre

A vereador Carla Hofmann- PSD, voltou a cobrar melhorias para o Loteamento Alpestre, desta vez sobre as vias públicas, mas principalmente sobre as dificuldades para o deslocamento das pessoas, que possui como opção apenas uma linha de ônibus, que faz apenas um trajeto e um horário.

CastraMóvel

A vereadora Carla, em parceria com o vereador Luis Pesenti, apresentaram uma indicação, apontando para a necessidade urgente de esterilização de animais do município. Segundo informou a vereadora, hoje estão pré-cadastrados cerca de 300 animais.

Volta às aulas

E a presidente da Casa, Carla Hofmann, destacou em seu pronunciamento que esteve realizando visitas às escolas municipais quando da volta dos alunos às salas de aula. “Pude observar que todos os protocolos de higiene e segurança para não haver contágio da Covid-19 estão sendo cumpridos. Todos os profissionais envolvidos estão tomando os cuidados necessários”, destacou.

Volta às aulas II

Ela também revelou que pretende fazer uma indicação conjunta com os demais vereadores à Secretaria de Saúde solicitando que os profissionais que atuam na linha de frente da Educação possam realizar a testagem para verificar se estes não são portadores do vírus da Covid. “Esses profissionais precisam realizar testes rápidos assim que sentirem qualquer sintoma da doença para a segurança dos demais profissionais e dos alunos”, frisou

Prioridades

O vereador Paulo Zwiefka – DEM questionou o serviço realizado pela secretaria de obras, na Avenida dos Imigrantes. Segundo Zwiefka, dizendo que existem outras prioridades. “Não sou contrário a esse patrolamento feito no acostamento da Imigrantes, porém a Secretaria deveria primeiro priorizar as vias que estão em situação mais crítica no município”, finalizou.

Auxílio

O ministro da economia, Paulo Guedes, defende a criação de um novo benefício, o que deve custar cerca de R$ 30 bilhões aos cofres públicos em 2021. Mas deve atender cerca de 40 milhões de pessoas, com o pagamento de quatro parcelas de até R$ 250. Nova rodada do benefício custará R$ 30 bilhões aos cofres públicos e beneficiará 40 milhões de pessoas; Congresso precisa autorizar.